O aterro é uma pratica muito comum em terrenos com desnível, e que infelizmente a maior parte dos profissionais (pedreiros, serventes, arquitetos e engenheiros) não dão a devida atenção, ou por acharem que não há necessidade ou pela economia de tempo e dinheiro. Entretanto, destacamos desde já que muitos laudos técnicosjá realizados, com recalque da estrutura, em sua maioria era devido ao mal aterramento do terreno, e claro, em alguns casos o sub dimensionamento das fundações.
É recomendável que se utilize rolos tipo pé de carneiro em um aterro, pois permitem melhor compactação do solo, maior eficiência e economia de tempo e mão de obra.
Embora sabemos que muitas pessoas utilizam entulho e outros tipos de resíduos para aterramento, essa não é a pratica correta, tendo em vista que estes materiais não geram uma resistência adequada de coesão entre os elementos, deixando diversos vazios, diminuindo a resistência e aumentando a infiltração de água.
Quanto maior for a porcentagem de vazios do solo, menor será a sua resistência, e consequentemente quando diminuem os vazios, a sua resistência aumenta, aumentando também a sua estabilidade e seu peso especifico…. Por isso é importante não se usar resíduos para um aterro com a finalidade de construção ou pavimentação, e sim, um solo limpo sem resíduos e sem matérias orgânicas. Além dos pontos citados, durante a perfuração das fundações, o resíduo pode gerar diversos problemas e até mesmo inviabilizar a execução da mesma.
A compactação do aterro nunca poderá ser feita utilizando-se apenas o trator de esteiras. Pois, ao contrário do que possa parecer, a compactação feita com essas máquinas não será suficiente para permitir uma boa estabilidade à barragem. Assim, é recomendável que se utilize rolos tipo pé de carneiro, que permitem obter uma melhor compactação do material, com eficiência, economia de tempo e de mão de obra. Para se ter ideia, considerando dois tratores de pesos iguais, sendo um de esteiras e outro de pneus, obtém-se melhor compactação com o trator de pneus, pois a pressão da máquina sobre o solo será bem maior.

Deve-se lembrar que quando o terreno onde a barragem será construída for firme, profundo e mais argiloso, o processo inicial de construção será bem mais simples. Neste caso, não haverá necessidade de se construir um núcleo impermeável. Portanto, bastará fazer a limpeza do local, retirar todo o mato, fazer a marcação da base da barragem e, em seguida, realizar uma aração profunda. Feito isso, pode-se iniciar a construção do aterro, distribuindo-se camadas de terra e fazendo-se a devida compactação das mesmas.